Bem Vindo!

Bem Vindo!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Loveletter.



Hoje, escrevo-te neste papel. Ainda mal comecei e já tenho a mão a tremer, o teu sorriso dá-me algo, dá-me prazer, faz-me feliz, gostava de puder dizer, - não te tenho por um ‘triz’ – apesar de mal sentires algo por mim, penso eu. Olhar, olhar teu, faz-me procurar por ti todos os dias e todas as noites, todas as manhãs e todas as tardes. Olho para ti e imagino o meu coração no teu, digo-lhe suavemente – em chamas ardes. Mas subitamente, vejo o meu coração voltar para mim. Fugiu de ti, intimidou-se com a tua beleza, tão forte era a tua grandeza…deixavas-me paralisado. Nesses momentos eu era um crítico, questionava-me por tudo, criava uma entrevista comigo próprio em que nunca descobria um resultado


Trazias-me um certo interesse, parecia que crescia algo em mim que eu não queria que morresse. Aquele sentimento que predominava a minha cara deixava-me estranho, envergonhado. Deixei de me importar quando me chamavam safado, algo que não era. Estava a iniciar na minha vida uma nova Era. Pudera, nunca tinha tido uma relação positiva até ali, apenas me tinha magoado. Já tanto tinha demonstrado do que poderia fazer por alguém, que já não me admirava nada lutar apenas pelo além.


Será que valeu a pena lutar por ti? Ou foi apenas mais uma praga que alguém rogou por mim? Será que foi suficiente o que eu fiz? Tudo isto… nada te diz?


Nunca te via ao meu lado, estava perdido, em ti ou em nada? Esta..carta de amor, dá-te toda a dor que eu senti, e todos os caminhos que eu percorri, somente para te procurar porque eu só te sabia amar. Hoje sei mais que isso, para ti, sinto-me como um isco, sinto-me a flutuar nas ondas da maré olhando de baixo para cima, ou seja, olhando para ti. Chamando-te e tu ‘cagando-te’. Estava a afogar-me. Mais valia perguntares-me, – Podes perdoar-me? Desculpa-me. -, mas preferiste deixar que me fosse embora, e ainda esperas-te que eu disse-se que agora, já não queria. Mas tudo isso seria uma grande mentira, nem tudo o que eu penso gira. Há coisas que ficam paradas no tempo e outras que desaparecem com o vento. Tanta letra e palavra só para te demonstrar que nem tudo tem que acabar.


Valeu a pena? Desculpa se por ti fiquei muito tempo a chorar, mas a vida traz-nos outras vidas para amar.





11 comentários:

  1. fantástico :)
    tens uma expressão escrita de ler e chorar por mais, muito bom mesmo. beijinho *

    ResponderEliminar
  2. "Mas tudo isso seria uma grande mentira, nem tudo o que eu penso gira. Há coisas que ficam paradas no tempo e outras que desaparecem com o vento."
    Há frases tuas que fazem demasiado sentido (:
    Gostei =D

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Está perfeitoo *o*
    Lindo mesmo !
    Amei a última frase :$

    Beijinhoo * :3 <3

    ResponderEliminar
  4. Lindo x) Porque raio nao há mais rapazes assim?!
    Btw, qual é a música do blog? *o*

    ResponderEliminar
  5. Gostei tanto +.+
    escreves mesmo bem :')

    ResponderEliminar
  6. meu chicão , para não falar nas saudades que tenho das nossas brincadeiras, dos nossos atrofios e até das chamadas que não foram muitas. tenho saudades também de quando desabafavas comigo embora não me conhecendo bem. e quando eu fazia pistas no blog que eram nada mais nada menos do que para ti, meu amigo.
    mas o tempo vai passando e com ele os amigos vão. adorei o teu texto , por favor continua a escrever. só assim saberei de ti. ly «3

    ResponderEliminar
  7. Querido Francisco. Como siempre digo, qué frustración no dominar el idioma portugués. Cuánto más disfrutaría de lo que escribís. De todas maneras, igual disfruto muchísimo tus palabras, son tan sentidas y tan bien escritas que me parece imposible que salgan de un corazón de quince años.
    Me emocionana y me entristecen al mismo tiempo. Me apena el saber de ese sentimiento no correspondido y me emociona la manera en que lo describís.
    Insisto en cada comentario, jamás dejes de escribir, que la carrera universitaria que sigas no sea otra que la de la literatura. Acá estaré para apoyarte.
    Un cariño enorme de abuela
    mimita

    ResponderEliminar
  8. Muito Bom!
    Acredito que mais rapazes sejam assim, mas tu és especial tens o poder de conseguir demonstrar o que vales.
    Parabéns, adorei! ;D

    ResponderEliminar
  9. Francis.. adorei!
    fizeste lembrar.me de coisas fantasticas e sabe tao bem ler o qe escreves
    da prazer...
    adorei.. adoro.te miudoo ...
    qely qely

    ResponderEliminar